Santo André / SP
Ensaios por Raios X    +55 11 4458 4883
Email: comercial@juliovernerx.com.br
Máquinas e Equipamentos +55 11 4458 2829
FAQ
Perguntas Frequentes
1. Quem foi Julio Verne? Resp.:Julio   Verne   foi   um   escritor   francês   (1828/1905),   nascido   em   Nantes,   desde   pequeno   interessado   por   literatura;   foi   o criador   da   moderna   ficção   científica.   Seus   livros   anteciparam   desenvolvimentos   tecnológicos   e   influenciaram   a   visão   de   seus contemporâneos. Seguindo   a   tradição   familiar,   a   partir   de   1848,   estudou   Direito   em   Paris,   mas   ao   mesmo   tempo   escreveu   poesias   e   uma   coluna de narrações científicas na revista Museu das Famílias. Empolgado    com    os    avanços    científicos    da    época,    como    a    máquina    a    vapor    e    a    eletricidade,    produziu    ficção    no    estilo romance/aventura,   como   Viagem   ao   Centro   da   Terra   (1864),   Da   Terra   à   Lua   (1865),   Vinte   Mil   Léguas   Submarinas   (1870)   e                        A Volta ao Mundo em Oitenta Dias (1873). Em   sua   obra   mais   popular,   A   Ilha   Misteriosa   (1875),   previu   avanços   científicos   como   o   submarino,   o   tubo   de   ar   comprimido,   a televisão e as viagens espaciais. Em homenagem à capacidade visionária e o futurismo tecnológico do escritor, batizamos nossa empresa com seu nome: JULIO VERNE Automação Ltda. 2. Como são produzidos os Raios X? Resp:   As   ondas   de   Raios   X   produzidas   nos   tubos   industriais   são   geradas   através   da   interação   e   rápida   desaceleração   de elétrons emitidos por um filamento. O filamento quando submetido a uma corrente elétrica aquece-se e passa a liberar elétrons. Estes   elétrons   são   acelerados   em   direção   a   um   ânodo   (também   conhecido   como   alvo),   através   da   aplicação   de   uma   diferença de   potencial   (geralmente   operando   na   faixa   de   kilovolts   –   kV),      colidindo   com   o   alvo,   há   uma   interação   do   elétrons   com   os átomos   constituintes   do   ânodo,   na   forma   de   rápida   desaceleração.   Na   desaceleração,   os   elétrons   liberam   energia   na   forma   de calor   e   também   em   forma   de   fótons   de   Raios   X.   Este   processo   de   formação   de   Raios   X   é   conhecido   como   Bremsstrahlung (palavra de origem alemã, interpretado como: Radiação de freamento).  Neste   processo,   a   taxa   de   conversão   aproximada   entre   desaceleração   dos   elétrons   e   geração   de   raios   x   é   de   1%   de   Raios   X para   99%   de   Calor.   Logo,   materiais   com   elevado   ponto   de   fusão   e   excelente   condutividade   térmica   são   os   mais   utilizados   na fabricação de filamentos e alvos nos tubos de raios X industriais.     3. Qual é a durabilidade de um tubo de Raios X Industrial? Resp:   Um   dos   fatores   limitantes   da   vida   útil   de   um   tubo   de   Raios   X   é   a   durabilidade   do   filamento.      O   filamento,   geralmente constituído de tungstênio,  é responsável por emitir os elétrons, necessários para geração de Raios X.  A   expectativa   de   vida   do   filamento,   é   indiretamente   proporcional   a   corrente   elétrica   aplicada   ao   filamento   e   em   geral   limitando-se pela taxa de vaporização do tungstênio. Em   outras   palavras,   não   há   como   definirmos   de   forma   simples   a   durabilidade   de   um   tubo   de   Raios   X,   pois   isto   dependerá   de diversos outros fatores, tais como  condicionamento e as circunstâncias de uso da aplicação.  Os   fatores   de   pré-condicionamento,   manutenção   periódica   nas   conexões   de   alta   tensão   e   refrigeração   tem   relevante   influência na manutenção da vida útil de um tubo, assim como a potência e o ciclo de trabalho da aplicação.   A   expectativa   de   vida   útil   de   um   tubo   de   Raios   X,   estaria   aproximadamente   entre   3   a   5   anos   ou   entre   10000   e   30000   horas, conforme referência da fabricante COMET AG., uma das maiores fabricantes de tubos de Raios X Industrial no mundo.  Porém   isto   não   significará   que   um   tubo   necessariamente   atenderá   aos   valores   acima,   pois   como   mencionado,   isto   dependerá das circunstâncias e da aplicação.  Algumas   empresas   tem   histórico   de   anos   de   utilização,   enquanto   outras   já   necessitam   da   troca   do   tubo   em   período   de   uso   de   2 a 3 anos de utilização, trabalhando em ciclo 24/7. 
PT
ENG
SPA